Prêmio MPT na Escola da etapa estadual reúne vencedores em Vitória

Animação, ansiedade, alegria e emoção traduzem o clima na tarde da última quinta-feira, 28, no auditório Manoel Vereza de Oliveira do Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas (CCJE) na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). Centenas de estudantes e educadores acompanharam e vibraram com cada conquista durante a cerimônia de entrega de prêmios do projeto MPT na Escola. A iniciativa do Ministério Público do Trabalho visa conscientizar estudantes das redes públicas de ensino quanto à pauta da erradicação do trabalho infantil.

Para a solenidade de premiação, foram convidadas as crianças do Serenata Canto Coral, que encantaram o público cantando as canções “Ouvi dizer”, do trio musical Melim, “Triste, louca ou má”, da banda Francisco El Hombre e “Canção Infantil”, do rapper capixaba César MC. Regidos e orientados pela educadora Luciene Pratti Chagas, cerca de 45 meninos e meninas alegraram a tarde da cerimônia com as músicas escolhidas. A “Canção Infantil” foi a que mais emocionou o público ao encerrar a apresentação, com direito a abraços dos coralistas nos participantes do evento.

Ao todo, 13 municípios estiveram envolvidos com a iniciativa que premiou 51 produções artísticas e culturais divididas nas categorias: conto, poesia, desenho, música, curta-metragem e esquete teatral. Tanto cidades da Grande Vitória: como Serra, Vitória, Vila Velha, Guarapari, Viana, Fundão e Cariacica; como cidades do interior do estado como: São Mateus, Aracruz, Jaguaré, Nova Venécia, Linhares e Barra de São Francisco. Cerca de 94 estudantes concorreram diretamente ao Prêmio MPT na Escola que atingiu indiretamente mais de 20 mil estudantes de 108 escolas da rede pública.

"Tivemos um dia marcante, coroado pela presença dos alunos, professores, gestores, técnicos da Secretaria de Educação e, inclusive, do nosso Secretário de Educação José Roberto Martins Aguiar, que é uma forte liderança nesse processo de consolidação de uma educação diferenciada e qualificada. São momentos como esse que nos faz acreditar que a educação é o único caminho, que quando fazemos parcerias fortes, como a parceria com a Justiça, conseguimos tirar nossas crianças desse lugar de dor, de sofrimento, para colocá-las no lugar do empoderamento, num lugar com esperança de um futuro melhor", comenta a coordenadora do município de Cariacica, Fernanda Appel. A equipe levou para casa dois prêmios de primeiro lugar e ainda liderou o ranking da classificação geral de pontos, recebendo o prêmio especial dos municípios envolvidos.

MPT na Escola 2019 – Esta edição do projeto também premiou diversos estudantes do interior do estado. A cidade de Aracruz, por exemplo, garantiu um segundo e um terceiro lugar (categorias desenho e curta). Barra de São Francisco levou um segundo lugar (categoria poesia); Linhares conquistou o terceiro lugar (esquete teatral); Nova Venécia um primeiro lugar (categoria poesia); e São Mateus levou para casa dois prêmios de segundo lugar (categorias música e esquete teatral).

Segundo a procuradora do MPT-ES e titular regional da Coordenadoria nacional de combate à erradicação do trabalho da criança e dos adolescentes (Coordinfância) e coordenadora do Fórum Estadual de Aprendizagem, de Proteção ao Adolescente Trabalhador e Erradicação do Trabalho Infantil (Feapeti), Thais Borges da Silva, “a importância do projeto MPT na Escola reside em buscar eliminar a cultura de tolerância do trabalho infantil por meio da capacitação dos professores, que são os atores que estão mais próximos das crianças e adolescentes e que verificam de perto as consequências do trabalho infantil, como a queda de rendimento e à evasão escolar. Dessa forma, esses atores sociais passam a integrar efetivamente a rede de proteção à infância e viram grandes aliados no combate ao trabalho infantil”, ressalta.

Confira o resultado final:

Desenho:

3º Lugar – Danilo Curto (Serra)

2º Lugar – Jamily Luiza Barbosa da Silva (Aracruz)

Lugar – Isadora Correa Costa Amaral (Vila Velha)

Curta-metragem:

3º Lugar – Bruno Henrique Fernandes, Raissander Marim Nascimento e Wesley Souza Vitório (Aracruz)

2º Lugar – Pedro Henrique Gama, Wellington Assis Teixeira e Guilherme Paiva Sousa (Serra)

1º Lugar – Julia Rafaellu Mendes Chagas, Anna Julia Pires Nogueira Messa e Bryan Montonari Trancoso (Cariacica)

Conto:

3º Lugar – Deisiane Silva Santos (Guarapari)

2º Lugar – Maria Eduarda da Vitória (Vila Velha)

1º Lugar – Júlia Barbosa Silva (Serra)

Música:

3º Lugar – David Nascimento Gomes, Michel de Jesus Santos e Christian Coelho de Alcântara (Guarapari)

2º Lugar – Kyara de Oliveira Rodrigues, Luziane Vieira Rissi e Maria Heloísa Tavares Fernandes (São Mateus)

1º Lugar – Henrique Oliveira Zambon, Ricksson Luxinger Alves e Kalebe Ribeiro Perez (Cariacica)

Esquete:

3º Lugar – Geizilene dos Santos Lopes, Iza Fabyhan Ferreira Neves e Wanderson Franco Avarinto (Linhares)

2º Lugar – Ana Lara Negris Bermini, Sthefanny Oliveira Honorato dos Santos e Kellwyson da Silva Carvalho (São Mateus)

1º Lugar – Evelyn Cristina Pinto Ribeiro e Julia Suave Vaz (Vila Velha)

Poesia:

3º Lugar – Guilherme Máxima Ecard da Cunha (Serra)

2º Lugar – Deborah Theófilo Guerra Moreira (Barra de São Francisco)

1° Lugar – Letícia Moschem Denoni (Nova Venécia)

Classificação geral Grande Vitória

Cariacica – 1º

Vila Velha – 2º

Serra – 3°

Classificação Geral Interior

São Mateus – 1º

Aracruz – 2º

Jaguaré – 3°

Prêmio Especial

Cariacica 

 

 

Imprimir