Estado tem 9º maior índice de trabalhadores rurais em situação informal do País

O Espírito Santo é o 9º colocado no índice de informalidade de trabalhadores no setor rural. Dados apresentados por representantes do Grupo de Trabalho Interinstitucional (Getrin) aos representantes dos trabalhadores rurais durante roda de conversa realizada no auditório do Ministério Público do Trabalho (MPT), em Vitória, mostram que o Estado tem uma média de 74,2% de seus trabalhadores rurais atuando na informalidade. Esse número coloca o Espírito Santo entre os Estados que historicamente registram casos de desrespeito à legislação trabalhista. Dentre os municípios que apresentam os maiores índices de informalidade no Estado estão Ibitirama (93,8%), Ibatiba (93%), Brejetuba (92%), Iúna (90,7%) e Afonso Cláudio (89,8%).

Imprimir

Candidatos ao governo do Estado assinam carta-compromisso de atuarem contra o trabalho escravo

Os cinco candidatos ao cargo de governador do Espírito Santo Camila Valadão, Casagrande, Mauro Ribeiro, Paulo Hartung e Roberto Carlos assinaram uma Carta-Compromisso firmando o acordo de atuarem pela erradicação do trabalho escravo contemporâneo, caso sejam eleitos. A carta-compromisso elaborada pela Comissão Nacional para a Erradicação do Trabalho Escravo contribui para pautar este importante tema durante as eleições, além de estabelecer um canal direto de diálogo (e eventual cobrança) da sociedade civil com os futuros administradores públicos.

Imprimir

Acordo judicial destina instrumentos musicais ao projeto Banda Júnior da PMES

O procurador do Trabalho Estanislau Tallon Bozi representou o Ministério Público do Trabalho (MPT) no Espírito Santo durante o ensaio da Banda Júnior da PMES, nesta quarta-feira (17/9), no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar do Estado do Espírito Santo, em Vitória. Na ocasião, os músicos mirins utilizaram pela primeira vez os instrumentos adquiridos com recursos oriundos de Acordo Judicial firmado entre a empresa Claro S/A e o MPT.

Imprimir

Ministério Público do Trabalho no Espírito Santo vai abrir seleção para estagiários de nível médio e superior

Está aberto o prazo para o credenciamento das instituições de ensino interessadas em fazer parte do programa de estágio do Ministério Público do Trabalho no Espírito Santo (MPT/ES). Poderão se credenciar as faculdades que possuem cursos de Direito, Informática e escolas técnicas de cursos de nível médio em Contabilidade. As instituições de ensino interessadas e não conveniadas ao programa de estágio do MPT/ES têm até o dia 30 de setembro para solicitar o credenciamento no Setor de Pessoal do órgão. Outras informações poderão ser obtidas pelo telefone 2125-4500.

Imprimir