• denuncias
  • peticionamento
  • protocolo
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • Não categorizado
  • MPT lança cartilha "Inteligência Artificial, Tecnologia Digital e Discriminação no Trabalho"
  • Inauguração da nova sede do Procon-ES e lançamento do CDC Acessível marcam Semana do Consumidor
  • Uma iniciativa do PCD Legal que disponibiliza conteúdos de relevância social de forma acessível
  • Campanha pela saúde mental no trabalho
  • MPT-ES Realiza inspeção para verificar as condições de trabalho em mineradora no sul do Estado
  • Com programação online e gratuita, Afro Presença 2021 acontece em setembro e reúne palestras, performance de artistas e muito mais
  • Nossa Senhora da Vitória: expediente normal no MPT-ES (8 de setembro)
  • Fórum Capixaba de Resíduos Sólidos debate fortalecimento dos catadores e logística reversa
  • Projeto MPT na Escola está na fase estadual
  • Premiação da etapa municipal do MPT na Escola
  • MPT lança livro com panorama sobre enfrentamento ao tráfico de pessoas
  • Documentário “Varredeiras”, produzido com verba destinada pelo MPT, é lançado oficialmente
  • MPT e OIT lançam manual para assegurar proteção de pessoas travestis e transexuais em operações de combate ao tráfico de pessoas para fins de trabalho análogo ao de escravo
  • Presidente da República nomeia o Procurador-Geral do Trabalho, Alberto Balazeiro, Ministro do TST
  • MPT lança cartilha "Inteligência Artificial, Tecnologia Digital e Discriminação no Trabalho"
  • Projeto desenvolvido pelo MPT-ES oferece capacitação a adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas
  • ATENÇÃO: Confira aqui os canais de atendimento virtual e denúncias ao MPT-ES!
  • Disponível lista de plantonistas do MPT-ES e telefone para contato

MPT lança cartilha "Inteligência Artificial, Tecnologia Digital e Discriminação no Trabalho"

Documento, que traz 56 verbetes com conceitos atuais relacionados à tecnologia e ao mundo do trabalho, foi elaborado pelo GE Diversidade e Tecnologia da Coordigualdade.

O Ministério Público do Trabalho lançou esta semana a cartilha Inteligência Artificial, Tecnologia Digital e Discriminação no Trabalho. Elaborada pelo Grupo de Estudos Diversidade e Tecnologia (Diversitec), da Coordenadoria Nacional de Promoção da Igualdade e Combate à Discriminação (Coordigualdade), o documento traz verbetes com conceitos atuais relacionados à tecnologia e ao mundo do trabalho.

Entre eles estão: abismo digital, caixa opaca, cidadania digital, internet das coisas. A cartilha tem por objetivo apresentar os conceitos de forma simples, para auxiliar leitoras e leitores a se familiarizarem com termos técnicos do universo digital, desmitificando a ideia de que tecnologia é um tema hermético e de difícil compreensão. “A cartilha traz conceitos mais básicos. Nossa intenção é fazer futuramente um curso sobre o tema”, explicou o coordenador do GE, procurador do Trabalho Thiago Milanez Andraus.

Segundo o procurador, além de conceitos básicos, o documento traz citações de alguns casos para melhor ilustrar o tema. Ele citou o caso de uma Inteligência Artificial que estava sendo usada por uma empresa e teve que ser desligada porque, em poucos dias, passou a discriminar mulheres na contratação.

No total, a cartilha é composta por 56 verbetes e foi preparado pelo GE Diversitec, criado em 2020. O GT é composto pelo procurador Thiago, pela coordenadora nacional da Coordigualdade , procuradora regional do Trabalho, Adriane Reis, pela vice- coordenadora nacional da Coordigualdade, procuradora do Trabalho Ana Lúcia Stumpf, e pelas procuradoras do Trabalho Carolina Hirata, Martha Kruse e pelos procuradores do Trabalho Rodrigo Carelli, Patrick Merisio e Gulherme Kirtschig.

“A cartilha veio para desmitificar o tema”, afirmou a vice-coordenadora nacional da Coordigualdade, Ana Lúcia Stumpf. O jurista José Eduardo de Rezende Chaves Júnior participou do lançamento virtual da cartilha, no último dia 29. Ex-desembargador do Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais, José Eduardo falou sobre decisões que envolvem a temática e dos desafios de quem tem que julgar questões que envolvem essas novas tecnologias. Também participaram do lançamento a coordenadora nacional da Coordigualdade, Adriane Reis e o procurador do Trabalho, Guilherme Kirtschig.

Veja aqui a íntegra da cartilha Inteligência Artificial, Tecnologia Digital e Discriminação no Trabalho.

Informações: PGT

Imprimir

  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • meio ambiente
  • trabalho escravo
  • trabalho portuario
  • liberdade sindical
  • promocao igualdade
  • trabalho infantil
  • banner corrupcao
  • banner abnt
  • banner mptambiental
  • banner transparencia
  • banner radio
  • banner trabalholegal
  • MPT em Quadrinhos
  • banner pcdlegal
  • Portal de Direitos Coletivos