• denuncias
  • peticionamento
  • protocolo
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • autenticidade de documentos
  • lgpd
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • Filme Servidao
  • Credenciamento de instituições de ensino estágio
  • Arte intranet Pra Mia
  • Jongo Linhares 8
  • Chamamento público órgaos e entidades
  • FGTS matéria
  • Novos telefones PTMs 3
  • Divulgação feed vermelho
  • WhatsApp_Image_2023-06-06_at_15.50.30.jpeg
  • Exibição e debate do Documentário "Servidão" nesta sexta (1º)
  • Aluno da Serra é premiado em concurso nacional do Ministério Público do Trabalho
  • Estágio no MPT-ES: aberto prazo para credenciamento de instituições de ensino até 5/3
  • MPT-ES adere à campanha de arrecadação de tampinhas para castração de animais
  • Projeto "A poesia do Jongo" promove inclusão e empoderamento na comunidade quilombola do Degredo
  • Chamamento público para cadastro de órgãos e entidades
  • Feira Livre de Trabalho Infantil apresenta resultados de 2023
  • Representante da Polícia Federal faz agradecimento formal ao MPT
  • Reconecta apresenta estratégias para a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho
  • Versos da Liberdade: poesia e arte transformam vidas em Linhares
  • Valores a receber: MPT-ES e Justiça do Trabalho procuram empregados ativos e dispensados do Centro de Saúde Médico para recebimento de FGTS em atraso
  • ATENÇÃO: atualização dos contatos telefônicos das Unidades do MPT no interior do Espírito Santo
  • MPT-ES tem novo canal de atendimento virtual
  • Alerta de tentativa de fraude

"O caminho do sucesso é desafiador", afirma Derek Rabelo

Surfista superou surfou ondas gigantes em Nazaré e em Pipeline

O terceiro dia do Reconecta, maior evento de inclusão e acessibilidade do Espírito Santo, foi marcado pela presença ilustre do surfista Derek Rabelo. Com palestra marcante, intitulada "Muito Além do que se vê", cheia de inspirações para aflorar os sentidos humanos, Derek fez o público imergir em momentos diferentes, como a de vivenciar o que ele passa diariamente ao "promover um blackout" no auditório onde sua palestra foi realizada. 

Para abrir as apresentações, a procuradora do Ministério Público do Trabalho no Espírito Santo Fernanda Barreto afirmou que a palestra de Derek seria maravilhosa. "Tenho certeza de que essa apresentação vai nos ajudar a mudar a cultura de que as pessoas com deficiência são vítimas ou incapazes".

Ao subir ao palco, o surfista começou falando sobre sua cão-guia Serena. "Serena recebeu a missão de me mostrar o que é acessibilidade. Há quem pense o contrário, mas o cão guia é uma tecnologia de acesso. Serena me ama, ama o mar e ama as ondas assim como eu. E por falar em ondas eu surfei uma onda gigante em Pipeline, que está entre as mais gigantes do mundo. Mas como fazer isso sendo cego? Pode parecer impossível, mas não é. Requer muita determinação".

Derek seguiu sua palestra contando que seus pais são um casal muito conservador e que de repente souberam que sua mãe estava grávida. "No momento eles não sabiam o que fazer para contar para a família. E ela tomou a decisão de não abortar, mas sim me conceber. Conto isso para mostrar que tomar decisões é fundamental para a gente crescer na vida".

Ele destacou que no primeiro ano de vida passou por três cirurgias  por conta do glaucoma congênito. "Quando cresci, meu pai tentou me matricular em quatro escolas, mas ninguém me aceitou por eu ser cego. Quando consegui começar a estudar, sofri muito bullying. Mesmo assim, comecei a explorar todos os meus outros sentidos - olfato, paladar, tato".

Sua vida seguiu e Derek não desistiu de surfar uma onda em Pipeline. Ele teve instruções de Kelly Slater, 11 vezes campeão mundial. "Quis aprender coisas novas e sei que precisamos sair da zona de conforto. É muito fácil nos fazermos de vítima, mas o caminho do sucesso é desafiador. E foi nessa vibe que quis surfar Pipeline. Depois veio o desejo de surfar ondas gigantes em Nazaré, com a modalidade tow in. Precisamos ter comprometimento e resiliência para alcançar nossos objetivos".

Campanha

O lançamento da campanha de Valorização da Pessoa com Deficiência ficou por conta da procuradora do MPT-ES Fernanda Barreto. Ela explicou o motivo do ministério estar nesta iniciativa. "Temos atividades repressivas, que começam com denúncias de quem sofre problemas trabalhistas; e promocional, que promove os direitos humanos. E o Reconecta é um desses eventos que promove a inclusão e muda a cultura em relação às pessoas com deficiência".

Liege Nunes, assessora de comunicação do MPT-ES, falou sobre como foi a criação da campanha, que surgiu pelo descumprimento de uma determinação do número de cotas por uma grande empresa. "Foi desenvolvida uma campanha com recursos de acessibilidade pela P6 após um 'processo seletivo' entre várias agências de comunicação. Temos várias peças e formas para comunicar nosso trabalho para todos os públicos, exatamente pensando na inclusão. Esse trabalho será divulgado no país inteiro ".

Julia Cola e Fernanda Raposo, da P6, explicaram que a campanha de Valorização da Pessoa com Deficiência foi desenvolvida de forma colaborativa e precisava ter muita representatividade, sem discurso de capacitismo, e ser acessível, com todas as ferramentas disponíveis para impactar muitas pessoas.

Tecnologia

Ronaldo Cohin fechou o ciclo de palestras do terceiro dia do Reconecta. O criador do Jade Autism, um jogo para crianças com autismo, atraso no desenvolvimento ou dificuldades de aprendizagem, subiu ao palco para falar sobre o tema "Transformando vidas através da Inovação e Tecnologia". O aplicativo, que pode ser baixado de forma gratuita, é um verdadeiro sucesso.

A ferramenta também pode ser usada nas escolas, segundo Ronaldo. "Ela estimula a interação com exercícios cognitivos, possui dados para enfoques individualizados, indica as necessidades reais de cada criança e possui atividades educativas individuais geradas por inteligência artificial (IA)".

Em 2024, o aplicativo estará presente em escolas públicas, e seu criador está com a missão de criar algo para os pais conseguirem detectar mais cedo traços de doenças cognitivas. "Acreditamos que conseguimos transformar vidas com o uso das tecnologias", frisou Ronaldo.

O Reconecta continua a oferecer uma programação diversificada que promove a inclusão e celebra a diversidade até a quinta-feira (7). Além das conferências e agenda cultural, o evento apresenta a participação de grandes empresas que oferecem vagas de emprego e compartilham boas práticas de inclusão das 14h às 19h.

 

Publicado em 07/12/2023

Imprimir

  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • meio ambiente
  • trabalho escravo
  • trabalho portuario
  • liberdade sindical
  • promocao igualdade
  • trabalho infantil
  • banner corrupcao
  • banner abnt
  • banner mptambiental
  • banner transparencia
  • banner radio
  • banner trabalholegal
  • MPT em Quadrinhos
  • banner pcdlegal
  • Portal de Direitos Coletivos