• denuncias
  • peticionamento
  • protocolo
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • autenticidade de documentos
  • lgpd
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • Não categorizado
  • MPT destina R$ 3,5 mi para auxílio emergencial a vítimas de enchentes no RS
  • PremiacoesTRT
  • Chamamento público órgaos e entidades
  • DSC 1829
  • CNMP na PRT17 7
  • Conferencia Estadual da OAB 6
  • Estágio
  • Cadef  2
  • Arte intranet Pra Mia
  • Novos telefones PTMs 3
  • Divulgação feed vermelho
  • WhatsApp_Image_2023-06-06_at_15.50.30.jpeg
  • TRT-17 recebe três ouros em solenidade de premiação no TST
  • Projeto “Políticas Públicas” do MPT está sendo implementado no Espírito Santo
  • Empresa do sul do ES é condenada por assédio eleitoral
  • Chefias dos Ministérios Públicos no Espírito Santo alinham atuação conjunta
  • Chamamento público para cadastro de órgãos e entidades
  • Representantes de órgãos públicos discutem a importância da aprendizagem profissional para adolescentes em situação vulnerável
  • Corregedor nacional e integrantes do CNMP visitam PRT-17ª Região
  • Procurador-chefe do MPT-ES participa da Conferência Estadual da Advocacia
  • Inscrições abertas para o processo seletivo de estágio no MPT-ES até 26/4
  • MPT lança HQ sobre direito de trabalhadoras à amamentação de filhos
  • Feiras livres de Caratoíra e São Pedro recebem diligência de participantes do Feapeti
  • Participação do MPT-ES nos eventos do “Abril Verde” em Vitória e Vila Velha
  • MPT-ES lança série de vídeos “MPT CoMPacTo” para esclarecer atuação
  • Confira o Plano de Gestão da Unidade (PGU) da PRT-17ª Região
  • Cadastro Unificado de Dados das Pessoas com Deficiência (Cadef) é lançado hoje (14)
  • Exibição de documentário promovida pelo MPT-ES e TRT-17 propõe conscientização sobre trabalho escravo
  • MPT-ES adere à campanha de arrecadação de tampinhas para castração de animais
  • ATENÇÃO: atualização dos contatos telefônicos das Unidades do MPT no interior do Espírito Santo
  • MPT-ES tem novo canal de atendimento virtual
  • Alerta de tentativa de fraude

MPT destina R$ 3,5 mi para auxílio emergencial a vítimas de enchentes no RS

Recursos são resultantes da atuação institucional no combate a irregularidades trabalhistas
Brasília (DF) – O Ministério Público do Trabalho (MPT) destinou, até o dia 9 de maio, R$ 3,5 milhões para auxílio emergencial a pessoas atingidas pelas enchentes no Rio Grande do Sul. Os recursos são resultantes da atuação institucional no combate a irregularidades trabalhistas. Veja abaixo algumas ações do MPT.

Pará e Amapá – O MPT no município de Marabá (PA) destinou cerca de R$ 1,4 milhão para auxiliar as vítimas. O pedido foi homologado no dia 7 de maio pela juíza Amanda Mendonça, titular da 2ª Vara do Trabalho do município. O valor será destinado integralmente, em caráter de urgência, para a Defesa Civil do Estado como forma de reforçar as ações de resgate e assistência à população nas áreas mais afetadas pelos temporais.

A reversão é proveniente do pagamento de indenização por dano moral coletivo, em ação civil pública movida pelo MPT, envolvendo empresas do ramo madeireiro.

A 7ª Vara do Trabalho de Macapá atendeu pedido do MPT no Amapá reverteu de reversão de R$ 664,3 mil à Defesa Civil do estado para suporte à população atingida pelas enchentes. O recurso vem de ação de execução movida pelo MPT contra o município de Mazagão (AP) por não adotar medidas de combate ao trabalho infantil pactuadas com o MPT.

Rio Grande do Sul – O MPT em Caxias do Sul (RS) destinou R$ 283,4 mil para o Fundo Municipal de Assistência Social (FMAS). Os valores são resultantes de indenização paga por empresa do ramo de limpeza por descumprimento da cota de pessoas com deficiência e de acordo judicial firmado por empresa de transporte coletivo municipal por irregularidades de jornada de trabalho.

O MPT em Passo Fundo (RS) destinou R$ 250 mil para a Defesa Civil do Rio Grande do Sul para auxiliar o combate aos danos provocados pelas enchentes. Os valores representam duas destinações em acordos assinados pelo MPT na região. O primeiro acordo é um TAC, no valor de R$ 50 mil, firmado com uma prefeitura em ação para disciplinar o transporte de trabalhadores da coleta de resíduos. Os outros R$ 200 mil destinados pelo MPT em Passo Fundo são resultantes de um TAC assinado com uma empresa cerealista da região para implementação de um Plano de Gestão de Riscos na empresa.

Em Santo Ângelo (RS), o MPT destinou R$ 691 mil à Defesa Civil para combate às consequências das enchentes no RS. Os valores são decorrentes de indenizações por dano moral coletivo e de multas por descumprimento de TACs em 14 procedimentos extrajudiciais da Procuradoria do Trabalho no Município (PTM) de Santo Ângelo. Os recursos serão disponibilizados a curto e médio prazo porque em alguns dos procedimentos os acordos preveem pagamento parcelado das indenizações.

Distrito Federal – O MPT no Distrito Federal notificou a distribuidora de energia Neoenergia para transferir, até 31 de maio, o valor da multa fixada em R$ 50 mil em parcela única para a conta bancária da SOS Rio Grande do Sul, criada pela Defesa Civil do Estado do Rio Grande do Sul. O valor é resultante de TAC firmado pela empresa. Além dessa destinação, o MPT no Distrito Federal (MPT-DF) conseguiu a reversão de R$ 200 mil para a mesma conta a partir de indenização paga por uma empresa após condenação por violação de intimidade de trabalhadores.

A regional também solicitou a reversão de R$ 300 mil para a conta da Defesa Civil do Rio Grande do Sul a partir de indenização devida pelo Grupo Pão de Açúcar em processo judicial.

Recomendação – Os pedidos têm como base recomendação do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) encaminhada às unidades do Ministério Público brasileiro para que direcionam, quando possível, recursos resultantes da atuação judicial e extrajudicial para ações humanitárias e de suporte social às vítimas das chuvas no Rio Grande do Sul.

A partir dessa recomendação, o procurador-geral do Trabalho, José de Lima Ramos Pereira, fez um apelo a procuradoras e procuradores de todo o MPT para que direcionem recursos ao estado.

Cooperação - O MPT-RS articulou parceria com o Fundo de Reconstituição de Bens Lesados, gerido pelo MP Estadual, para abrir mais uma opção de reversões de valores de forma ágil às vítimas das enchentes no Estado.

A procuradora-chefe do MPT-RS, Denise Maria Schellenberger Fernandes, e a vice-procuradora-chefe, Martha Diverio Kruse, enfatizam a grande disposição e solidariedade dos colegas do MPT de todo o país em fazer destinações para auxiliar na mitigação dos impactos da crise local. "Nós do MPT-RS, cientes das dificuldades enfrentadas pelo estado do RS e em especial pelas pessoas trabalhadoras da nossa comunidade, agradecemos comovidamente a onda de solidariedade oriunda de todo o país, e seguimos a postos e disponíveis para cumprir nosso mister constitucional", afirmou a procuradora-chefe.

Créditos: Secom PGT

 

Publicado: 09/05/2024.

Imprimir

  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • meio ambiente
  • trabalho escravo
  • trabalho portuario
  • liberdade sindical
  • promocao igualdade
  • trabalho infantil
  • banner corrupcao
  • banner abnt
  • banner mptambiental
  • banner transparencia
  • banner radio
  • banner trabalholegal
  • MPT em Quadrinhos
  • banner pcdlegal
  • Portal de Direitos Coletivos